sábado, 15 de setembro de 2012

Nova pesquisa realizada por Folha Regional mostra liderança disparada de Dr. Paulo

 

O candidato a prefeito da oposição Paulo Cesar Cardoso Azevedo (PRP), Dr. Paulo, está com 57% das intenções de votos, para as eleições municipais de Livramento de Nossa Senhora, Bahia, contra 35% do candidato da situação José Ricardo Assunção Ribeiro (PSD), Ricardinho; “não sabe” 6%, “não respondeu” e “ninguém”, 1% cada, conforme pesquisa realizada nos dias 25 a 30 de agosto último, pelo Jornal e Instituto Folha Regional, CNPJ nº 04.061.427/0001-50.

A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob Protocolo BA-00129/2012, sendo entrevistadas 589 pessoas, 259 na sede e 330 na zona rural. A entidade pesquisadora informa que a autenticidade do registro pode ser confirmada no site do Tribunal Superior Eleitoral (http://www.tse.jus.br) por meio do código 93B2.6320.0F73.B56D.

Os dados apontam, ainda, um índice de rejeição de 12% para Dr. Paulo e 30% para Ricardinho, na resposta à pergunta “Pensando nos candidatos que falamos até agora, existe algum em quem você não votaria de jeito nenhum? (Se sim) Qual?”. “Não sabe” ficou com 8% e “Não respondeu” situou-se em 50%.

Para toda pesquisa, foi admitida uma margem de erro de 4%, para mais ou para menos. Essa é a terceira pesquisa divulgada pelo Jornal e Instituto Folha Regional, este ano. Em todas, o candidato da oposição, Dr. Paulo, manteve-se na liderança, com 53% (maio), 64% (junho) e 57% (setembro), contra, respectivamente 35%, 30% e 35% do adversário Ricardinho.

Atualmente, as pesquisas eleitorais devem ser vistas com cautela, pois, de balizadores das estratégias de campanha passaram a ser usadas como a própria estratégia, gerando certa desconfiança. Por exemplo, as pesquisas do Folha sempre colocam Dr. Paulo na dianteira e as divulgadas pela situação sempre colocam Ricardinho na frente.

Veja a dança dos números, na pergunta estimulada, com os dois nomes colocados, Dr. Paulo e Ricardinho (“Se a eleição para prefeito de Livramento fosse hoje e os candidatos fossem estes, em quem o senhor ou a senhora votaria?”):

Folha Regional – 8 a 12 de maio

Dr. Paulo – 53%
Ricardinho – 35%
Não sabe/Não respondeu – 12%

Tribuna do Sertão/Gaspareto – 10 a 12 de junho

Dr. Paulo – 35%
Ricardinho – 39,1%
Indecisos – 24,4%
Branco/Nulo – 1,5%

Folha Regional – 19 a 23 de junho

Dr. Paulo – 64%
Ricardinho – 30%
Não sabe – 4%
Não respondeu – 1%
Ninguém/Branco/Nulo – 1%

Jornaleco – 6 a 8 de julho

Dr. Paulo - 40%
Ricardinho - 44%
Não sabe não respondeu – 15%
Branco/Nulo – 1%

Folha Regional – 25 a 30 de agosto

Dr. Paulo – 57%
Ricardinho – 35%
Não sabe – 6%
Não respondeu – 1%
Ninguém – 1%

NOSSOS COMENTÁRIOS

Considerando que os levantamentos foram em datas diferentes, incluindo o período de pré-candidatura, pode-se traçar a seguinte evolução dos números, de maio a setembro:
Dr. Paulo - 53%-35%-64%-40%-57%
Ricardinho – 35%-39%-30%-44%-35%
Indecisos – 12%-24%-4%-6%-6%

Nota-se certa constância nos percentuais de intenções de votos atribuídos a cada candidato, o que, entretanto, não se observa na aferição de indecisos. Isso não é suficiente para consolidar posições, mas é possível se deduzir que a posição do candidato da oposição revela-se mais confortável.
Basta observar que quando Ricardinho aparece na frente, a diferença fica limitada ao percentual admitido como empate técnico. Ou seja, as oscilações, prós e contras, não se refletem nos percentuais de per si de cada um e sim nos de indecisos.

E os indecisos parecem ter se estabilizado a partir da terceira pesquisa, entre os 4% e 6%, ou porque o eleitor, de fato, se definiu ou porque os números a eles referentes passaram a ser manejados corretamente.

Por essa visão, com a vênia de eventuais opiniões em contrário, os dados apontam para o indicativo de que os candidatos devem pontuar nas urnas com índices próximos de 38% (Ricardinho) e 56% (Dr. Paulo). Mandacaru da Serra, Por Jornalista Samantha Silva Marinho.
 
Avião revoluciona – A metodologia de divulgação da nova pesquisa de Folha Regional foi um verdadeiro marketing e atingiu em cheio ao que se pretendia: inovar, promover impacto e causar curiosidade, atraindo a população para correr em busca dos panfletos arremessados do alto.
A ação propagandista foi tão certeira que provocou um verdadeiro nocaute no grupo do candidato de situação que festejava na cidade a vinda do vice-governador da Bahia e comitiva, incluindo um deputado federal, em ato político que se realizava na Praça Dom Basílio, no mesmo horário em que o avião fazia o vôo rasante sobre a cidade para divulgar a pesquisa.

O que mais se comentava a seguir foi a maneira ousada como a pesquisa foi divulgada pela cidade, em uma avião modelo jatinho, por coincidência, parecido com o que socorreu o prefeito Carlão, quando ele sofreu um princípio de enfarto em meados do ano passado. A coincidência não passou despercebida já que um popular não idntificado ironizou: “Meu Deus, o mesmo avião que veio salvar Dr. Carlos é o msmo que veio salvar o povo de Livramento. ODus escrev certo por linhas tortas”. Mural de Notícias, Por YONÉLIO SAYD, ALMEIDA.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário